História


  1. Em Dezembro de 1951, pela mão de pessoas de “boa vontade” nasceu a Instituição Amigos dos Pequeninos tendo sido aprovada pelo Despacho de 20 de Dezembro do mesmo ano, facto que seria publicado em Diário de Governo nº. 297 de 27/12/1951.

  2. A cidade de Silves revelava-se, na época, uma zona socio-económica de grandes carências, o que apelou ao coração de um grupo inicial de 4 pessoas, sem formação específica, impulsionando-as a contribuir com alimentação, cuidados de higiene e todos os bens necessários às crianças desfavorecidas para a construção de um mundo melhor.

  3. A fundação desta I.P.S.S. assinalou um importante marco na sociedade silvense, proporcionando assistência médica semanal às crianças e suas mães, desenvolvendo colónias de férias no verão, oferecendo enxovais e bens essenciais às famílias nos períodos natalícios.

  4. No ano de 1973 viria a ser incluída a componente educacional e pedagógica, com a criação da valência de Jardim de Infância e a integração da primeira Educadora de Infância no quadro de pessoal. Mas foi no decorrer da década de 80 que a Instituição registou um maior desenvolvimento a nível de infra-estruturas e recursos humanos, de forma a dar resposta ao aumento do número de inscrições. Assim, a nível de infra-estruturas assistiu-se a um aumento do número de salas das Respostas Sociais Creche e Pré-Escolar, bem como a criação da Resposta Social C.A.T.L., construção ginásio e piscina e melhoramento dos espaços exteriores.

  5. O investimento da Instituição Amigos dos Pequeninos ao nível da Intervenção Precoce na Infância teve início em Outubro de 2001 com o Projecto “Quebra-Nozes” – Programa “Ser-Criança” cuja génese emergiu da necessidade de se encontrarem localmente respostas para o atendimento/acompanhamento de famílias com crianças com Deficiência ou em Risco de Atraso Grave de Desenvolvimento. Este Projecto findou em Setembro de 2004.

  6. Após essa data, a Instituição apostou na criação de mais uma Resposta Social, para que a I.P.I. deixasse de ser, apenas, um projecto. E assim, em Dezembro de 2004 surgiu o “Bem Crescer”, com a celebração de um Acordo de Cooperação Atípico para a Resposta Social de I.P.I., em harmonia com as orientações do Despacho Conjunto nº 891/99, publicado no Diário da República, | Série, nº 244, de 19.10.99. Esta Resposta Social funcionou até 13 de Dezembro de 2010, segundo essas orientações.

  7. Com a entrada em vigor do Decreto – Lei nº 281/2009 a 6 de Outubro, foi criado o Sistema Nacional de Intervenção Precoce na Infância (SNIPI). Foram então, celebrados novos Acordos/Protocolos de Cooperação entre a Instituição e os Ministérios do Trabalho e da Solidariedade Social, da Saúde e da Educação, e protocolada a criação da Equipa Local de Intervenção de Portimão (ELI – Portimão) que constitui o nível local da intervenção do SNIPI, de acordo com o referido no artigo 7º, do Decreto-Lei 281/2009, de 6 de Outubro. A ELI abrange os Concelhos de Silves, Monchique, Lagoa e Portimão, da qual, a Instituição Amigos dos Pequeninos, com a Resposta Social da Intervenção Precoce na Infância “Bem Crescer”, faz actualmente parte integrante.

  8. Nos dias de hoje, continuamos a orgulhar-nos da visão que, aquelas pessoas de “bom coração”, outrora tiveram e que nos conduziram à evolutiva oferta de Respostas Sociais, que desejamos que se mantenha com um contínuo desenvolvimento a nível qualitativo, rumando a um futuro cada vez mais risonho.