Apoio Social


  1. Faz o diagnóstico social (avaliação das potencialidades da família, dinâmica familiar, levantamento das necessidades, avaliação da situação económica, habitacional e redes de apoio formais e informais; levantamento dos equipamentos sociais e recursos locais) e acompanhamento familiar (entrevistas de acompanhamento regulares, visitas domiciliárias, visitas aos estabelecimentos de ensino, amas, ou outros contextos), orientando a família e fomentado o papel preponderante que esta desempenha no processo de reabilitação da criança.

  2. Informa, orienta e encaminha para recursos da comunidade, actuando como agente mediador com outros serviços (educação, saúde, segurança social, autarquias).
    Facilita o desenvolvimento de das relações interpessoais e grupais, capacitando as famílias para assumir novos papéis, habilitando-as para a resolução dos próprios problemas, pelos seus próprios meios, promovendo a autonomia e participação.

  3. Realiza de planos de intervenção social, conjuntamente com a restante equipa técnica.